ACRE RECEBE MAIS OBSERVADORES DE AVES A CADA DIA

Com vasta biodiversidade e 87% de floresta preservada, o estado do Acre tem se destacado no cenário nacional com a atividade de observação de aves, em decorrência das políticas de valorização do seu ativo ambiental. O ecoturismo, voltado a observação de aves, tornou Acre uma das referências nacionais para se praticar a atividade.

foto: Rosemari Julio e Carmem Bays no Acre – Agôsto 2016

Situado no Centro de Endemismo Inambari – área que concentra um grupo de espécies com padrão de distribuição geográfica restrita, o Acre pode ser considerado como uma das últimas fronteiras de biodiversidade, surpreendendo com espécies recém-descritas para a ciência, nos últimos dez anos, como é o caso da choca-do-acre e da maria-sebinha-do-acre.

Entre as espécies que mais atraem os observadores para a região, também estão o pica-pau-lindo e o ferreirinho-da-cara-branca, que podem ser vistos em liberdade, se alimentando e cantando.

 

Diante disso, começou a ser realizado o evento  “Avista Acre”, com o objetivo de projetar  o estado à nível nacional e despertar ainda mais o interesse dos praticantes de birding em visitar o Acre, para a prática deste ecoturismo.


Segundo o biólogo Ricardo Plácido (Secretaria de Estado do Meio Ambiente  – SEMA),  o governo está desenvolvendo um estudo para criação de um roteiro turístico científico em UCs, que o Estado gerencia.  Essa estratégia compõe a gama de ações propostas, por meio de políticas públicas de desenvolvimento sustentável, que o Acre vem implementando como modelo na Amazônia. “

Expedição de Observadores de Aves ao Acre

A observação de aves configura-se como uma atividade indutora de aquecimento da economia local, por meio do turismo e conservação da natureza, pois se depende de ambientes preservados para a realização desta atividade”, ressalta Ricardo Plácido.

Ricardo Placido – Biólogo Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SEMA

 

 

 

 

 

Em 2017 diversas expedições foram promovidas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Secretaria de Turismo e Lazer (Setul), reunindo turistas brasileiros, americanos e ingleses, que estiveram no estado para fotografar e observar a avifauna acreana. As excursões movimentaram cerca de R$ 100 mil.

Além de aquecer a economia, devido à contratação de serviços hoteleiros, alimentícios, aluguéis de veículos, entre outros, a atividade de observação de aves fomenta o turismo de base comunitária. Os guias turísticos são os próprios moradores das comunidades visitadas.

Para registrar a Choca- do- acre, foram muitas horas e horas de pura paciência.

Observadores atentos ao menor movimento na mata

O biólogo Ricardo Plácido (Sema), explica que as visitas às unidades de conservação constituem uma primeira iniciativa de implementação do uso público voltado ao ecoturismo em áreas protegidas. Segundo ele, a atividade compõe uma estratégia de promoção da função social das UCs do Acre.

A espera valeu a pena, eis que surge a bela e muito rara Choca-do-acre by Ricardo Placido

Saíra-de-cabeça-castanha (Tangara gyrola) by Ester Ramirez


Os observadores (em inglês, birdwatchers ou birders) tornaram-se o maior grupo de pesquisadores da vida silvestre do planeta, sendo o que mais cresce setorialmente no mundo.  Na Amazonia existem cerca de 1.300 espécies de aves, destas 714 podem ser encontradas no Acre. Em 2017, outras 3 novas espécies foram identificadas e catalogadas na lista estadual, sendo uma delas um novo registro para o Brasil.   As novas descobertas destacam a importância da observação de aves como complementação da informação científica, denominada “ciência-cidadã”.


 

O governo do Acre, apostou nos últimos anos, na promoção de políticas ambientais arrojadas, com foco no desenvolvimento sustentável”. “A prática de birdwatching apresenta-se não só como uma grande oportunidade econômica, mas como política pública de conservação, especialmente no que se refere ao uso público das UCs”, finaliza Plácido.

Agradecimentos ao biólogo Ricardo Plácido, Ester Ramirez e Carmen Lucia Bays, pela colaboração.

Veja a lista de aves registradas no wikiaves do Acre:

http://www.wikiaves.com.br/estado.php?e=AC

Yes No