Curso da Birding Brasil colabora com achado de ave considerada extinta

Pato-mergulhão (Mergus octosetaceus)

“Mothers-love” – Pato-mergulhão (Mergus-octosetaceus.) Foto vencedora do Concurso Mundial HBW-2014 no prêmio de melhor fotografia de ave ameaçada de extinção.  By: Sávio Bruno

Quando a Birding Brasil iniciou em 2014 o projeto dos Cursos de capacitação em Observação de Aves na FEENA – Rio Claro/SP,  não podia esperar que 4 anos mais tarde estaria de alguma forma colaborando com a descoberta de uma ave considerada extinta no estado de S.Paulo.

Tudo começou em abril de 2017, quando a Birding Brasil foi convidada pelo Gestor do Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Caraguatatuba, Sr. Miguel Nema, a realizar o 5º Curso de Observação de Aves em sua Unidade.

Além dos observadores de aves que normalmente procuram os cursos para aperfeiçoarem seus conhecimentos, também participam monitores, guarda-parques, vigilantes, gestores, pesquisadores e colaboradores da UC sede, como forma de contrapartida na parceria formada com a Fundação Florestal. 

Foto oficial do 5o Curso de Observação de Aves da Birding Brasil no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Caraguatatuba/SP – * No destaque Fabiana Dias Pereira

E foi nesta ocasião que a Gestora de uma outra Unidade de Conservação da Fundação Florestal “ Parque Estadual Padre Dória”  de  Salesópolis/SP,  Sra.  Ana Wuo, enviou 5 integrantes de sua equipe para participarem do 5º Curso, com o objetivo de obterem mais conhecimentos sobre as aves que habitam o Parque Estadual da Serra do Mar e como utilizar isso em benefício dos usuários do Parque e da própria UC.

Fazendo parte desta equipe a vigilante do Núcleo Padre Dória / PESM, Fabiana Dias Pereira nunca iria imaginar que a semente ali plantada, aguçando a sua curiosidade em registrar e identificar as aves do Parque estaria reservando para a  ornitologia, um grande acontecimento num futuro próximo.

 

Fabiana ao lado dos colegas de equipe do Parque Padre Dória: Roberto de Morais, Luis Felipe Miranda, Ana Claudia de Faria e Geovam Santos

Em 08 de janeiro de 2018 nós recebemos na Birding Brasil uma foto e um áudio por Whats App de Fabiana Dias Pereira, dizendo ter fotografado no mês de Agosto/17  um “bicho” na água,  em uma das suas rondas, que se assemelhava muito ao tal “pato-mergulhão” que ela tinha acabado de ver numa reportagem  na TV.

No mesmo momento, perguntamos à ela,  se tratava-se de um fake? Ela respondeu imediatamente que não, que a foto era legítima e apesar da distância ela conseguiu vários registros fotográficos no dia e mais adiante, no mês de novembro ela teria avistado a ave mas não conseguiu fotografar.

 


Confirmado a identificação do Pato-Mergulhão ”Mergus octosetaceus” espécie considerada extinta no estado de S.Paulo há aproximados 197 anos e já compartilhado com o grupo “Comunidade Só Sobre Birding” no Whats App, a reação da maioria foi de espanto e alegria, com muitas manifestações parabenizando Fabiana.

A Birding Brasil em seguida fez contato com a Gestão do Parque Padre Dória que já tinha conhecimento do ocorrido, manifestando uma grande alegria nos informou que o próximo passo seria comunicar os responsáveis dentro da Fundação Florestal e aguardar as providências e procedimentos necessários para resguardar e preservar a área do registro.

Prof. Savio em campo, na pesquisa do Pato Mergulhão

Prof. Savio Freire Bruno

Como acreditamos que a informação seria de extrema importância para os pesquisadores, fizemos contato no mesmo dia com um dos maiores pesquisadores desta espécie no Brasil,  o Prof. Savio Freire Bruno da Universidade Federal Fluminense/RJ, que ficou surpreso com a notícia e se mostrou muito interessado, se prontificando em fazer uma visita de reconhecimento da área onde ocorreu o registro.

 

A Birding Brasil é uma entidade sem fins lucrativos que tem sua sede na cidade de Rio Claro/SP, idealizada e fundada em 2014 pelo birdwatcher Geraldo Pires Panucci e sua esposa Maria Cecilia Masiero, tendo como canal de divulgação de seus projetos de educação ambiental, expedições, cursos, etc, o site Guia Birding Brasil lançado em abril de 2017.

A Birding Brasil se sente extremamente recompensada pelo “legado” que já se apresenta  em forma de “descoberta ornitológica”, provando que seu intuito de levar cada vez mais informações  através de seus cursos à comunidades ambientalistas e preservacionistas, estará possibilitando que mais e mais “Fabianas” e mais e mais “achados inéditos” poderão ocorrer daqui para frente,  proporcionando a comunidade da Ornitologia Brasileira uma contribuição substancial para seus estudos e pesquisas.

Curriculum Prof. Savio Freire Bruno

Prof. Sávio Freire Bruno é biólogo renomado com extenso curriculum  e destaque para o mestrado em Ciência Ambiental pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutorado em Medicina Veterinária pela Tierärztliche Houchschule Hannover (em convênio com o Centro de Primatas Alemão – DPZ, Göttingen, 2000).
Nascido em Miracema, Estado do Rio de Janeiro e crescendo entre a cidade e o campo, sempre esteve atento e crítico diante do contínuo desmatamento que assolou o país nas últimas décadas. Desde 1992, trabalha na Universidade  Federal  Fluminense, onde hoje coordena o Setor de Animais Selvagens na faculdade de Veterinária. Como ecólogo, focou esforços no estudo de animais ameaçados, assim como no ambiente em que vivem e nas alterações que nele ocorrem.
Após quatro anos de trabalho e estudo na Alemanha, retornou em 2000, quando passou a dedicar esforços para a conservação do pato-mergulhão no Parque Nacional da Serra da Canastra, em Minas Gerais. Viaja para esse recanto do cerrado mineiro com alunos engajados nesse projeto para pesquisar e documentar novas descobertas sobre essa ave, um dia considerada extinta.
Em 2011, participou do documentário “Pato-mergulhão” produzido pela Guapuruvu filmes no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Em 2012, lança o livro “Exóticos invasores: bioinvasores selvagens introduzidos no estado do Rio de Janeiro e suas implicações”, pela Editora da UFF (EDUFF) e em 2013, O Pato-mergulhão, em parceria com Ana Luiza Mello.
Dedica-se à fotografia como instrumento de educação / sensibilização sócio-ambiental e ilustração de obras, já contemplado com prêmios nacionais e internacionais.
Em março de 2014, lança o livro “PATO-MERGULHÃO – Biologia e Conservação do Pato-mergulhão (Mergus octosetaceus) no Parque Nacional da Serra da Canastra, MG, e Entorno.

Saiba mais sobre o Prof. Savio Freire Bruno:   https://www.escavador.com/sobre/529993/savio-freire-bruno

Veja vídeo da FAUNA BRASIL sobre o Pato-mergulhãohttps://www.youtube.com/watch?v=6h1Oauad8_Q&feature=youtu.be

Veja matéria sobre o achado na Revista Galilleu: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/02/considerada-extinta-em-sao-paulo-ave-e-avistada-depois-de-197-anos.html

Yes No